Home > Banco de Questões > Biologia > Anatomia e fisiologia animal

Sistema Digestório e Nutrição

Lista de 10 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Sistema Digestório e Nutrição com questões de Vestibulares.

Confira as videoaulas, teoria e questões sobre: Fisiologia.





1. (Fuvest) Um elemento essencial para a evolução da dieta humana foi a transição para a agricultura como o modo primordial de subsistência. A Revolução Neolítica estreitou dramaticamente o nicho alimentar ao diminuir a variedade de mantimentos disponíveis; com a virada para a agricultura intensiva, houve um claro declínio na nutrição humana. Por sua vez, a industrialização recente do sistema alimentar mundial resultou em uma outra transição nutricional, na qual as nações em desenvolvimento estão experimentando, simultaneamente, subnutrição e obesidade.

George J. Armelagos, “Brain Evolution, the Determinates of Food Choice, and the Omnivore’s Dilemma”, Critical Reviews in Food Science and Nutrition, 2014. Adaptado.

A respeito dos resultados das transformações nos sistemas alimentares descritas pelo autor, é correto afirmar:

  1. A quantidade absoluta de mantimentos disponíveis para as sociedades humanas diminuiu após a Revolução Neolítica.
  2. A invenção da agricultura, ao diversificar a cesta de mantimentos, melhorou o balanço nutricional das sociedades sedentárias.
  3. Os ganhos de produtividade agrícola obtidos com as revoluções Neolítica e Industrial trouxeram simplificação das dietas alimentares.
  4. As populações das nações em desenvolvimento estão sofrendo com a obesidade, por consumirem alimentos de melhor qualidade nutricional.
  5. A dieta humana pouco variou ao longo do tempo, mantendo-se inalterada da Revolução Neolítica à Revolução Industrial

2. (Fuvest) Alimentos de origem vegetal e animal fornecem nutrientes utilizados pelo nosso organismo para a obtenção de energia e para a síntese de moléculas.

Após determinada refeição, completadas a digestão e a absorção, o nutriente majoritariamente absorvido foi a glicose.

Considerando as alternativas abaixo, é correto afirmar que essa refeição estava constituída de:

  1. contrafilé na brasa.
  2. camarão na chapa.
  3. ovo frito.
  4. frango assado.
  5. arroz e feijão.

3. (Fuvest) A ingestão de alimentos gordurosos estimula a contração da vesícula biliar. A bile, liberada no:

  1. estômago, contém enzimas que digerem lipídios.
  2. estômago, contém ácidos que facilitam a digestão dos lipídios.
  3. fígado, contém enzimas que facilitam a digestão dos lipídios.
  4. duodeno, contém enzimas que digerem lipídios.
  5. duodeno, contém ácidos que facilitam a digestão dos lipídios.

04. (UEG) Recentemente, a imprensa de todo o país e do exterior provocou grande alvoroço, ao alertar sobre possíveis casos de adulteração da carne que chega ao consumidor, incluindo processos de camuflagem desses produtos para disfarçar aspectos físicos que denunciariam o estado de deterioração. Diante desse alerta, quais são os principais riscos à saúde humana associados ao consumo de carne deteriorada?

  1. Os ovos dos microrganismos responsáveis pela decomposição da carne, ao serem ingeridos pelos seres humanos, podem migrar pela corrente sanguínea e se alojar no cérebro, podendo provocar dores de cabeça, convulsões, confusão mental e até a morte.
  2. Microrganismos presentes na carne em decomposição podem causar infecções, entre as quais a hanseníase, doença altamente contagiosa, que pode afetar os nervos periféricos, diminuindo a sensibilidade da pele, como a capacidade de detectar o toque, a dor, o calor e o frio, de modo que as pessoas infectadas podem queimar-se, cortar-se ou ferir-se sem perceber.
  3. Ao serem ingeridos, os microrganismos e suas toxinas presentes na carne podem causar desde uma simples diarreia e/ou vômito (reações da intoxicação alimentar e forma de expelir partículas nocivas) até quadros mais graves de infecções gastrointestinais, principalmente se forem provocadas por bactérias resistentes, como as salmonelas, que, em alguns casos, podem causar lesão no tecido intestinal.
  4. Pessoas que consomem carne deteriorada têm grande risco de desenvolver câncer, pois os tecidos da carne nesse estado possuem células cancerosas que, ao serem ingeridas, podem infectar as células saudáveis do trato digestório humano, causando a multiplicação desordenada dessas células e o surgimento de tumores.
  5. Nessas condições a carne não serve mais como fonte de nutrientes, pois esses foram consumidos pelos microrganismos decompositores, sendo assim, a carne deixa de ter valor nutricional, podendo levar ao estado de desnutrição das pessoas que a consomem.

05. (URCA) O estômago humano produz várias substâncias dentre as quais enzimas para a simplificação do alimento. Contudo, uma substância não é enzima e atua esterilizando e simplificando com eficiência o que comemos. Essa substância é:

  1. Ácido clorídrico
  2. Renina
  3. Protease
  4. Insulina
  5. Bilirrubina

06. (UFRGS) A expressão popular “estômago de avestruz” é utilizada para definir pessoas que comem de tudo e não enfrentam problemas digestivos com isso.

Sobre o processo alimentar das aves, assinale a afirmação correta.

  1. O alimento ingerido passa direto ao estômago químico.
  2. As enzimas digestivas começam a agir no papo.
  3. A moela tem uma ação mecânica que tritura o alimento ingerido.
  4. Algumas espécies regurgitam o conteúdo da moela para alimentar os filhotes.
  5. A dieta alimentar inclui somente animais como insetos e vertebrados.

07. (UEA - SIS) Leia o texto para responder à questão

Nos navios que partiam para terras distantes, mais da metade dos membros de sua tripulação morreria durante a viagem. Os adversários não eram nativos furiosos, navios inimigos ou saudades da terra natal, e sim uma enfermidade misteriosa. Os homens acometidos pela doença ficavam letárgicos e deprimidos, e suas gengivas e outros tecidos moles sangravam. À medida que a doença avançava, seus dentes caíam, surgiam feridas abertas, e eles ficavam febris, amarelados e perdiam o controle dos membros. Estima-se que, entre os séculos XVI e XVIII, 2 milhões de marinheiros morreram por causa da doença. A situação mudou em 1947, quando um médico britânico, James Lind, realizou um experimento controlado em marinheiros que sofriam da doença. Ele os separou em grupos e deu a cada grupo um tratamento diferente. Um dos grupos de teste foi instruído a ingerir frutas cítricas, que fizeram com que os pacientes se recuperassem rapidamente.

(Yuval Noah Harari. Sapiens – Uma breve história da humanidade, 2017. Adaptado.)

O texto faz referência a problemas que surgem no corpo humano quando há deficiência de

  1. vitamina C.
  2. vitamina B12.
  3. vitamina D.
  4. vitamina A.
  5. vitamina E.

08. (UFVJM) Ao longo do trato gastrintestinal podem ser observadas diferenças no pH dependendo do local/órgão digestor. As enzimas atuam de maneira específica em cada um desses locais promovendo a digestão de vários alimentos.

Essas diferenças de pH são importantes porque

  1. digestão é iniciada em pH ácido.
  2. atividade enzimática máxima depende de um pH específico.
  3. digestão é interrompida quando o bolo alimentar é basificado.
  4. ação enzimática cessa quando o bolo alimentar chega aos intestinos.

09. (ETEC) Um professor de Biologia explicou aos seus alunos que após a mastigação, o alimento é engolido e passa para a faringe e, depois, para o esôfago. Nesse momento, uma pequena estrutura de cartilagem que funciona como uma “válvula” recebe estímulo nervoso para obstruir a entrada da laringe e impedir que o alimento siga pelo sistema respiratório. Quando ocorre um descontrole dos reflexos que fecham a laringe, nós engasgamos, mas um novo reflexo provoca tosse e ajuda a desobstruir o sistema respiratório.

O nome da estrutura de cartilagem descrita pelo professor é

  1. epiglote.
  2. cárdia.
  3. piloro.
  4. glote.
  5. ceco.

10. (UEG) A oxidação de carboidratos e lipídeos gera energia química armazenada temporariamente sob a forma de ATP e, posteriormente, transformada em trabalho biológico. Cerca de 30% dessa energia tem como subproduto o aumento fisiológico da temperatura corporal, o que chamamos de termogênese. Alguns alimentos têm a atividade termogênica reconhecida, tais como a pimenta vermelha, o chá verde, a canela, o gengibre, o chá de hibisco e alimentos com ômega 3. Sobre os alimentos termogênicos, verifica-se que

  1. beneficiam a saúde em intensidade diretamente proporcional à quantidade ingerida.
  2. aumentam o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico.
  3. contribuem para o ganho de massa muscular quanto mais acelerado for o metabolismo.
  4. dificultam a digestão, portanto, são incompatíveis com a prática regular de exercícios físicos.
.