Home > Banco de Questões > Geografia >

Geografia física e meio-ambiente

Lista de 37 exercícios de Geografia com gabarito sobre o tema Geografia Física e Meio-Ambiente com questões do Enem.



1. (Enem 2019) A pegada ecológica gigante que estamos a deixar no planeta está a transformá-lo de tal forma que os especialistas consideram que já entramos numa nova época geológica, o Antropoceno. E muitos defendem que, se não travarmos a crise ambiental, mais rapidamente transformaremos Terra em Vênus do que iremos a Marte. A expressão "Antropoceno" é atribuída ao químico e prêmio Nobel Paul Crutzen, que a propôs durante uma conferência em 2000, ao mesmo tempo que anunciou o fim do Holoceno - a época geológica em que os seres humanos se encontram há cerca de 12 mil anos, segundo a União Internacional das Ciências Geológicas (UICG), a entidade que define as unidades de tempo geológicas.

SILVA, R. D. Antropoceno: e se formos os últimos seres vivos a alterar a Terra? Disponivel em: www.publico.pt. Acesso em: 5 dez. 2017 (adaptado).

A concepção apresentada considera a existência de uma nova época geológica concebida a partir da capacidade de influência humana nos processos

  1. eruptivos.
  2. exógenos.
  3. tectônicos.
  4. magmáticos. .
  5. metamórficos.

2. (Enem 2019)

A divisão política do mundo como apresentada na imagem seria possível caso o planeta fosse marcado pela estabilidade do(a)

  1. ciclo hidrologico.
  2. processo erosivo.
  3. estrutura geologica.
  4. indice pluviométrico.
  5. pressão atmosférica.

3. (Enem 2019) >A geração de imagens por meio da tecnologia ilustrada depende da variação do(a)

A geração de imagens por meio da tecnologia ilustrada depende da variação do(a)

  1. Albedo dos corpos fisicos.
  2. Profundidade do lençol freático.
  3. Campo de magnetismo terrestre
  4. Qualidade dos recursos minerais.
  5. Movimento de translação planetária.

4. (Enem 2019)

No Hemisfério Sul, a sequência latitudinal dos desertos representada na imagem sofre uma interrupção no Brasil devido à seguinte razão:

  1. Existência de superficies de intensa refletividade.
  2. Preponderância de altas pressões atmosféricae
  3. Influência de umidade das áreas florestai
  4. O Predominio de correntes marinhas frias.
  5. Ausência de massas de ar continentais.

5. (Enem 2019)

TEXTO I

Ouve o barulho do rio, meu filho

Deixa esse som te embalar

As folhas que caem no rio, meu filho Terminam nas águas do mar

Quando amanhã por acaso faltar

Uma alegria no seu coração

Lembra do som dessas águas de lá

Faz desse rio a sua oração.

MONTE, M. et al. Orio. In: Infinito particular. Rio de Janeiro: Sony; Universal Music, 2006 (fragmento).

TEXTO II

O atrativo ecoturistico não é somente o banho de cachoeira, sentar e caminhar pela praia, cavalgar, mas conhecer a biodiversidade, às vezes supostamente em extinção. Observar baleias, nadar com o golfinho, tocar em corais, sair ao encontro de dezenas de jacarés em seu hábitat natural são simbolos que fascinam um ecoturista. A natureza é transformada em espetáculo diferente da vida urbana modema.

SANTANA, P. V. Ecoturismo: uma indústria sem chaminé? São Paulo: Labur Edições, 2008.

São identificadas nos textos, respectivamente, as seguintes posturas em relação à natureza:

  1. Exploração e romantização.
  2. Sacralização e profanação.
  3. Preservação e degradação.
  4. Segregação e democratização.
  5. idealização e mercantilização

6. (Enem 2019) Localizado a 160 km da cidade de Porto Velho (capital do estado de Rondônia), nos limites da Reserva Extrativista Jaci-Paraná e Terra Indígena Karipunas, o povoado de União Bandeirantes surgiu em 2000 a partir de movimentos de camponeses, madeireiros, pecuaristas e grileiros que, à revelia do ordenamento territorial e diante da passividade governamental, demarcaram e invadiram terras na área rural fundando a vila. Atualmente, constitui-se na região de maior produção agrícola e leiteira do município de Porto Velho, fornecendo, inclusive, alimentos para a Hidrelétrica de Jirau.

SILVA, R.G. C.Amazónia globalizada-o exemplo de Rondonia. Confins, n. 23,2015 (adaptado)

A dinâmica de ocupação teritorial descrita foi decorente da

  1. mecanização do processo produtivo.
  2. adocão da colonização dirigida.
  3. realização de reforma agrária.
  4. ampliacão de franjas urbanas
  5. expansão de frentes pioneiras

7. (Enem PPL 2019) Particularmente nos dias de inverno, pode ocorrer um rápido resfriamento do solo ou um rápido aquecimento das camadas atmosféricas superiores. O ar quente fica por cima da camada de ar frio, passando a funcionar como um bloqueio, o que impede a formação de correntes de ar (vento). Dessa forma, o ar frio próximo ao solo não sobe porque é o mais denso, e o ar quente que lhe está por cima não desce porque é o menos denso. Nas grandes cidades, esse fenômeno tende a se agravar, uma vez que a expressiva concentração de indústrias e automóveis intensifica o lançamento de poluentes e material particulado na atmosfera, o que torna o ar mais impuro e, por conseguinte, contribui para o aumento de casos de irritação nos olhos e doenças respiratórias.

AYOADE, J. O. Introdução à climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996 (adaptado).

Agravado pela ação antrópica, o fenômeno atmosférico descrito no texto é o(a)

  1. efeito estufa.
  2. ilha de calor.
  3. inversão térmica.
  4. ciclone tropical.
  5. chuva orográfica.

8. (Enem PPL 2019) O progresso

Eu queria não ver todo o verde da terra morrendo

E das águas dos rios os peixes desaparecendo

Eu queria gritar que esse tal de ouro negro

Não passa de um negro veneno

E sabemos que por tudo isso vivemos bem menos

ROBERTO CARLOS; ERASMO CARLOS. Roberto Carlos. Rio de Janeiro: CBS, 1976 (fragmento)

O trecho da letra da canção avalia o uso de combustíveis fósseis com base em sua potencial contribuição para aumentar o(a)

  1. base da pirâmide etária.
  2. alcance da fronteira de recursos.
  3. degradação da qualidade de vida.
  4. sustentabilidade da matriz energética.
  5. exploração do trabalho humano.

9. (Enem PPL 2019) A topografia predominante no Planalto Central é a de uma região horizontal, chata, que me fez recordar muito do Planalto Central da África do Sul: o mesmo horizonte circular, a mesma vegetação baixa e rala, que permite à vista varrer extensões infinitas.

WEIBEL, L. Capítulos de geografia tropical e do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 1979.

Quais formações vegetais pertencem às paisagens apresentadas?

  1. Os cerrados e as savanas.
  2. Os garrigues e as pradarias.
  3. As caatingas e os maquis.
  4. As coníferas e as estepes.
  5. As restingas e os chaparrais.

10. (Enem PPL 2019) As águas das precipitações atmosféricas sobre os continentes nas regiões não geladas podem tomar três caminhos: evaporação imediata, infiltração ou escoamento. A relação entre essas três possibilidades, assim como das suas respectivas intensidades quando ocorrem em conjunto, o que é mais frequente, depende de vários fatores, tais como clima, morfologia do terreno, cobertura vegetal e constituição litológica.

LEINZ, V. Geologia geral. São Paulo: Editora Nacional, 1989 (adaptado).

A preservação da cobertura vegetal interfere no processo mencionado contribuindo para a

  1. decomposição do relevo.
  2. redução da evapotranspiração.
  3. contenção do processo de erosão.
  4. desaceleração do intemperismo químico.
  5. deposição de sedimentos no solo.

11. (Enem PPL 2019) No litoral sudeste, especialmente na região de Cabo Frio (RJ), ocorre, por vezes, um fenômeno interessante, que abaixa a temperatura da água do mar a até 14°C, nos meses de janeiro e fevereiro. Isso acontece devido ao vento, que, no verão, sopra constantemente da direção nordeste. Assim, esse vento constante empurra as águas da superfície, que haviam sofrido insolação e, portanto, estavam aquecidas (em torno de 26°C), para o oceano aberto. Origina-se, então, uma lacuna de água junto à costa, que é preenchida por águas profundas, bem mais frias, que sobem e atingem a superfície. A ascensão das águas frias é chamada de ressurgência.

VIEIRA, A. C. M.; ALVES, D. S. C.; MATSCHINSKE, E. G. Influência das correntes oceânicas no clima do Brasil. Disponível em: http://portal.mec.gov.br. Acesso em: 10 out. 2015.

Uma importância econômica do fenômeno apresentado reside no fato de que ele favorece o surgimento de

  1. recifes de corais, atraindo o turismo.
  2. áreas de cardumes, beneficiando a pesca.
  3. zonas de calmaria, facilitando a navegação.
  4. locais de águas límpidas, favorecendo o mergulho.
  5. campos de sedimentos orgânicos, formando o petróleo.

12. (Enem 2018) No Segundo Congresso internacional de Ciências Geográficas, em 1875, a que compareceram o presidente da República, o governador de Paris e o presidente da Assembleia, o discurso inaugural do almirante La Roucière-Le Noury expôs a atitude predominante no encontro: “Cavalheiros, a Providência nos ditou a obrigação de conhecer e conquistar a terra. Essa ordem suprema é um dos deveres imperiosos inscritos em nossas inteligências e nossas atividades. A geografia, essa ciência que inspira tão bela devoção e em cujo nome foram sacrificadas tantas vítimas, tornou-se a filosofia da terra”.

SAID, E. Cultura e política. São Paulo: Cia. das Letras, 1995.

No contexto histórico apresentado, a exaltação da ciência geográfica decorre do seu uso para o(a)

  1. preservação cultural dos territórios ocupados.
  2. formação humanitária da sociedade europeia.
  3. catalogação de dados úteis aos propósitos colonialistas.
  4. desenvolvimento de técnicas matemáticas de construção de cartas.
  5. consolidação do conhecimento topográfico como campo acadêmico.

13. (Enem 2018)

Qual característica do meio físico é condição necessária para a distribuição espacial do fenômeno representado?

  1. Cobertura vegetal com porte arbóreo.
  2. Barreiras orográficas com altitudes elevadas.
  3. Pressão atmosférica com diferença acentuada.
  4. Superfície continental com refletividade intensa.
  5. Correntes marinhas com direções convergentes.

14. (Enem 2018) TEXTO I

Quando um exército atravessa montanhas, florestas, zonas de precipícios, ou marcha ao longo de desfiladeiros, alagadiços ou pântanos, ou qualquer outro terreno onde a deslocação é árdua, está em terreno difícil. O terreno onde é apertado e a sua saída é tortuosa e onde uma pequena força inimiga pode atacar a minha, embora maior, é cercado.

TZU, S. A arte da guerra. São Paulo: Martin Claret, 2001

TEXTO II

O objetivo principal era encontrar e matar Osama Bin Laden. Onde ele se esconde? Não podemos esquecer a dificuldade de ocupação do país, que possui um relevo montanhoso, cheio de cavernas, onde fica fácil, para quem está acostumado com esse relevo, esconder-se.

OLIVEIRA, M. G.; SANTOS, M. S. Ásia: uma visão histórica, política e econômica do continente. Rio de Janeiro: E-Papers, 2009 (adaptado).

As situações apresentadas atestam a importância da relação entre a topografia e o(a)

  1. construção de vias terrestres.
  2. preservação do meio ambiente.
  3. preservação do meio ambiente.
  4. intimidação contínua da população local.
  5. domínio cognitivo da configuração espacial.

15. (Enem 2018) A presunção de que a superfície das chapadas e chapadões representa uma velha peneplanície é corroborada pelo fato de que ela é coberta por acumulações superficiais, tais como massas de areia, camadas de cascalhos e seixos e pela ocorrência generalizada de concreções ferruginosas que formam uma crosta laterítica, denominada “canga”.

WEIBEL, L. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br. Acesso em: 8jul. 2015 (adaptado).

Qual tipo climático favorece o processo de alteração do solo descrito no texto?

  1. Árido, com déficit hídrico.
  2. Subtropical, com baixas temperaturas.
  3. Temperado, com invernos frios e secos.
  4. Tropical, com sazonalidade das chuvas.
  5. Equatorial, com pluviosidade abundante.

16. (Enem 2018)

A dinâmica hidrológica expressa no gráfico demonstra que o processo de urbanização promove a

  1. redução do volume dos rios.
  2. expansão do lençol freático.
  3. diminuição do índice de chuvas.
  4. retração do nível dos reservatórios.
  5. ampliação do escoamento superficial

17. (Enem 2018) Uma pesquisa realizada por Carolina Levis, especialista em ecologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, e publicada na revista Science, demonstra que as espécies vegetais domesticadas pelas civilizações pré-colombianas são as mais dominantes. “A domesticação de plantas na floresta começou há mais de 8 000 anos. Primeiro eram selecionadas as plantas com características que poderiam ser úteis ao homem e em um segundo momento era feita a propagação dessas espécies. Começaram a cultivá-las em pátios e jardins, por meio de um processo quase intuitivo de seleção”.

OLIVEIRA, J. Indígenas foram os primeiros a alterar o ecossistema da Amazônia. Disponível em: https://brasil.elpais.com. Acesso em: 11 dez. 2017 (adaptado).

O texto apresenta um novo olhar sobre a configuração da Floresta Amazônica por romper com a ideia de

  1. primazia de saberes locais.
  2. ausência de ação antrópica.
  3. insuficiência de recursos naturais.
  4. necessidade de manejo ambiental.
  5. predominância de práticas agropecuárias.

18. (Enem 2018)

Considerando as diferenças entre extrativismo vegetal e silvicultura, a variação das curvas do gráfico foi influenciada pela tendência de

  1. conservação do bioma nativo.
  2. estagnação do setor primário.
  3. utilização de madeira de reflorestamento.
  4. redução da produção de móveis.
  5. retração da indústria alimentícia.

19. (Enem 2018) No início da década de 1990, dois biólogos importantes, Redford e Robinson, produziram um modelo largamente aceito de “produção sustentável” que previa quantos indivíduos de cada espécie poderiam ser caçados de forma sustentável baseado nas suas taxas de reprodução. Os seringueiros do Alto Juruá tinham um modelo diferente: a quem lhes afirmava que estavam caçando acima do sustentável (dentro do modelo), eles diziam que não, que o nível da caça dependia da existência de áreas de refúgio em que ninguém caçava. Ora, esse acabou sendo o modelo batizado de “fonte-ralo” proposto dez anos após o primeiro por Novaro, Bodmer e o próprio Redford e que suplantou o modelo anterior.

CUNHA, M. C. Revista USP, n. 75, set.-nov. 2007.

No contexto da produção científlca, a necessidade de reconstrução desse modelo, conforme exposto no texto, foi determinada pelo confronto com um(a)

  1. conclusão operacional obtida por lógica dedutiva.
  2. visão de mundo marcada por preconceitos morais.
  3. hábito social condicionado pela religiosidade popular.
  4. conhecimento empírico apropriado pelo senso comum.
  5. padrão de preservação construído por experimentação dirigida.

20. (Enem 2017)

A leitura dos dados revela que as áreas com maior cobertura vegetal têm o potencial de intensificar o processo de

  1. erosão laminar.
  2. intemperismo físico.
  3. enchente nas cidades.
  4. compactação do solo.
  5. recarga dos aquíferos.

21. (Enem 2017) Ao destruir uma paisagem de árvores de troncos retorcidos, folhas e arbustos ásperos sobre os solos ácidos, não raro laterizados ou tomados pelas formas bizarras dos cupinzeiros, essa modernização lineariza e aparentemente não permite que se questione a pretensão modernista de que a forma deve seguir a função.

HAESBAERT,R. “Gaúchos” e baianos no “novo” Nordeste: entre a globalização econômica e a reinvenção das identidades territoriais. In: CASTRO, I.E; GOMES,P.C.; CORRÊA,R.L.(Org.). Brasil:questões atuais da reorganização do território. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

O processo descrito ocorre em um área biogeográfica com predomínio de vegetação

  1. tropófila e clima tropical.
  2. xerófila e clima semiárido.
  3. hidrófila e clima equatorial.
  4. aciculifoliada e clima subtropical.
  5. semidecídua e clima tropical úmido.

22. (2014) A convecção na Região Amazônica é um importante mecanismo da atmosfera tropical e sua variação, em termos de intensidade e posição, tem um papel importante na determinação do tempo e do clima dessa região. A nebulosidade e o regime de precipitação determinam o clima amazônico.

FISCH, G.; MARENGO, J. A.; NOBRE, C. A. Uma revisão geral sobre o clima da Amazônia. Acta Amazônica, v. 28, n. 2, 1998 (adaptado).

O mecanismo climático regional descrito está associado à caracterı́stica do espaço fı́sico de

  1. resfriamento da umidade da superfı́cie.
  2. variação da amplitude de temperatura.
  3. dispersão dos ventos contraalı́sios.
  4. existência de barreiras de relevo.
  5. convergências de fluxos de ar.

23. (Enem 2013) Então, a travessia das veredas sertanejas é mais exaustiva que a de uma estepe nua. Nesta, ao menos, o viajante tem o desafogo de um horizonte largo e a perspectiva das planuras francas. Ao passo que a outra o afoga; abrevia-lhe o olhar; agride-o e estonteia-o; enlaça-o na trama espinescente e não o atrai; repulsa-o com as folhas urticantes, com o espinho, com os gravetos estalados em lanças, e desdobra-se-lhe na frente léguas e léguas, imutável no aspecto desolado; árvore sem folhas, de galhos estorcidos e secos, revoltos, entrecruzados, apontando rijamente no espaço ou estirando-se flexuosos pelo solo, lembrando um bracejar imenso, de tortura, da flora agonizante...

CUNHA, E. Os sertões. Disponı́vel em: http://pt.scribd.com. Acesso em: 2 jun. 2012.

Os elementos da paisagem descritos no texto correspondem a aspectos biogeográficos presentes na

  1. composição de vegetação xerófila.
  2. formação de florestas latifoliadas.
  3. transição para mata de grande porte.
  4. adaptação à elevada salinidade.
  5. homogeneização da cobertura perenifólia.

24. (2012) A interface clima/sociedade pode ser considerada em termos de ajustamento à extensão e aos modos como as sociedades funcionam em uma relação harmônica com seu clima. O homem e suas sociedades são vulneráveis às variações climáticas. A vulnerabilidade é a medida pela qual uma sociedade é suscetı́vel de sofrer por causas climáticas.

AYOADE, J. O. Introdução a climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010 (adaptado).

Considerando o tipo de relação entre ser humano e condição climática apresentado no texto, uma sociedade torna-se mais vulnerável quando

  1. concentra suas atividades no setor primário.
  2. apresenta estoques elevados de alimentos.
  3. possui um sistema de transportes articulado.
  4. diversifica a matriz de geração de energia.
  5. introduz tecnologias à produção agrı́cola.

25. (Enem 2011)

O gráfico relaciona diversas variáveis ao processo de formação de solos. A interpretação dos dados mostra que a água é um dos importantes fatores de pedogênese, pois nas áreas

  1. de clima temperado ocorrem alta pluviosidade e grande profundidade de solos.
  2. tropicais ocorre menor pluviosidade, o que se relaciona com a menor profundidade das rochas inalteradas.
  3. de latitudes em torno de 30 ocorrem as maiores profundidades de solo, visto que há maior umidade.
  4. tropicais a profundidade do solo é menor, o que evidencia menor intemperismo quı́mico da água sobre as rochas.
  5. de menor latitude ocorrem as maiores precipitações, assim como a maior profundidade dos solos.

26. (Enem 2011)

A imagem retrata a araucária, árvore que faz parte de um importante bioma brasileiro que, no entanto, já foi bastante degradado pela ocupação humana. Uma das formas de intervenção humana relacionada à degradação desse bioma foi

  1. o avanço do extrativismo de minerais metálicos voltados para a exportação na região Sudeste.
  2. a contı́nua ocupação agrı́cola intensiva de grãos na região Centro-Oeste do Brasil.
  3. o processo de desmatamento motivado pela expansão da atividade canavieira no Nordeste brasileiro.
  4. o avanço da indústria de papel e celulose a partir da exploração da madeira, extraı́da principalmente no Sul do Brasil.
  5. o adensamento do processo de favelização sobre áreas da Serra do Mar na região Sudeste.

27. (Enem 2009) Na figura, observa-se uma classificação de regiões da América do Sul segundo o grau de aridez verificado.

Em relação às regiões marcadas na figura, observa-se que

  1. a existência de áreas superáridas, áridas e semiáridas é resultado do processo de desertificação, de intensidade variável, causado pela ação humana.
  2. o emprego de modernas técnicas de irrigação possibilitou a expansão da agricultura em determinadas áreas do semiárido, integrando-as ao comércio internacional.
  3. o semiárido, por apresentar déficit de precipitação, passou a ser habitado a partir da Idade Moderna, graças ao avanço cientı́fico e tecnológico.
  4. as áreas com escassez hı́drica na América do Sul se restringem às regiões tropicais, onde as médias de temperatura anual são mais altas, justificando a falta de desenvolvimento e os piores indicadores sociais.
  5. o mesmo tipo de cobertura vegetal é encontrado nas áreas superáridas, áridas e semiáridas, mas essa cobertura, embora adaptada às condições climáticas, é desprovida de valor econômico.

28. (2009) O clima é um dos elementos fundamentais não só na caracterização das paisagens naturais, mas também no histórico de ocupação do espaço geográfico. Tendo em vista determinada restrição climática, a figura que representa o uso de tecnologia voltada para a produção é:

29. (Enem 2003) A biodiversidade diz respeito tanto a genes, espécies, ecossistemas, como a funções, e coloca problemas de gestão muito diferenciados. É carregada de normas de valor. Proteger a biodiversidade pode significar:

– a eliminação da ação humana, como é a proposta da ecologia radical;

– a proteção das populações cujos sistemas de produção e cultura repousam num dado ecossistema;

– a defesa dos interesses comerciais de firmas que utilizam a biodiversidade como matéria-prima para produzir mercadorias.

(Adaptado de GARAY, I. & DIAS, B. Conservação da biodiversidade em ecossistemas tropicais)

De acordo com o texto, no tratamento da questão da biodiversidade no Planeta,

  1. o principal desafio é conhecer todos os problemas dos ecossistemas para conseguir protegê-los da ação humana.
  2. os direitos e os interesses comerciais dos produtores devem ser defendidos, independentemente do equilíbrio ecológico.
  3. deve-se valorizar o equilíbrio do meio ambiente, ignorando-se os conflitos gerados pelo uso da terra e seus recursos.
  4. o enfoque ecológico é mais importante do que o social, pois as necessidades das populações não devem constituir preocupação para ninguém.
  5. há diferentes visões em jogo, tanto as que só consideram aspectos ecológicos quanto as que levam em conta aspectos sociais e econômicos.

30. (Enem 2002) Os seres humanos podem tolerar apenas certos intervalos de temperatura e umidade relativa (UR), e, nessas condições, outras variáveis, como os efeitos do sol e do vento, são necessárias para produzir condições confortáveis, nas quais as pessoas podem viver e trabalhar. O gráfico mostra esses intervalos e a tabela mostra temperaturas e umidades relativas do ar de duas cidades, registradas em três meses do ano.

Com base nessas informações, pode-se afirmar que condições ideais são observadas em Alternativas

  1. Curitiba com vento em março, e Campo Grande, em outubro.
  2. Campo Grande com vento em março, e Curitiba com sol em maio.
  3. Curitiba, em outubro, e Campo Grande com sol em março.
  4. Campo Grande com vento em março, Curitiba com sol em outubro.
  5. Curitiba, em maio, e Campo Grande, em outubro.

31. (Enem 2002) O Protocolo de Kyoto, uma convenção das Nações Unidas que é marco sobre mudanças climáticas, estabelece que os países mais industrializados devem reduzir até 2012 a emissão dos gases causadores do efeito estufa em pelo menos 5% em relação aos níveis de 1990. Essa meta estabelece valores superiores ao exigido para países em desenvolvimento. Até 2001, mais de 120 países, incluindo nações industrializadas da Europa e da Ásia, já haviam ratificado o protocolo. No entanto, nos EUA, o presidente George W. Bush anunciou que o país não ratificaria Kyoto, com os argumentos de que os custos prejudicariam a economia americana e que o acordo era pouco rigoroso com os países em desenvolvimento.

Adaptado do Jornal do Brasil, 11/04/2001

Na tabela encontram-se dados sobre a emissão de CO2

Considerando os dados da tabela, assinale a alternativa que representa um argumento que se contrapõe à justificativa dos EUA de que o acordo de Kyoto foi pouco rigoroso com países em desenvolvimento.

  1. A emissão acumulada da União Européia está próxima à dos EUA.
  2. Nos países em desenvolvimento as emissões são equivalentes às dos EUA.
  3. A emissão per capita da Rússia assemelha-se à da União Européia.
  4. As emissões de CO2 nos países em desenvolvimento citados são muito baixas.
  5. A África do Sul apresenta uma emissão anual per capita relativamente alta.

32. (Enem 2001) Uma região industrial lança ao ar gases como o dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio, causadores da chuva ácida. A figura mostra a dispersão desses gases poluentes.

Considerando o ciclo da água e a dispersão dos gases, analise as seguintes possibilidades:

I. As águas de escoamento superficial e de precipitação que atingem o manancial poderiam causar aumento de acidez da água do manancial e provocar morte de peixes.

II. A precipitação na região rural poderia causar aumento de acidez do solo e exigir procedimentos corretivos, como a calagem.

III. A precipitação na região rural, embora ácida, não afetaria o ecossistema, pois a transpiração dos vegetais neutralizaria o excesso de ácido.

Dessas possibilidades:

  1. pode ocorrer apenas a I.
  2. pode ocorrer apenas a II
  3. podem ocorrer tanto a I quanto a II.
  4. podem ocorrer tanto a I quanto a III.
  5. podem ocorrer tanto a II quanto a III.

33. (Enem 2001) A ação humana tem provocado algumas alterações quantitativas e qualitativas da água:

I. Contaminação de lençóis freáticos.

II. Diminuição da umidade do solo.

III. Enchentes e inundações.

Pode-se afirmar que as principais ações humanas as sociadas às alterações I, II e III são, respectivamente:

  1. uso de fertilizantes e aterros sanitários/lança mento de gases poluentes/canalização de córre gos e rios.
  2. lançamento de gases poluentes/lançamento delixo nas ruas/construção de aterros sanitários.
  3. uso de fertilizantes e aterros sanitários/desmata mento/impermeabilização do solo urbano.
  4. lançamento de lixo nas ruas/uso de fertilizantes/construção de aterros sanitários.
  5. construção de barragens/uso de fertilizantes/construção de aterros sanitários.

34. (Enem 2001) Uma região industrial lança ao ar gases como o dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio, causadores da chuva ácida. A figura mostra a dispersão desses gases poluentes.

Considerando o ciclo da água e a dispersão dos gases, analise as seguintes possibilidades:

I. As águas de escoamento superficial e de precipitação que atingem o manancial poderiam causar aumento de acidez da água do manancial e provocar a morte de peixes.
II. A precipitação na região rural poderia causar aumento de acidez do solo e exigir procedimentos corretivos, como a calagem.
III. A precipitação na região rural, embora ácida, não afetaria o ecossistema, pois a transpiração dos vegetais neutralizaria o excesso de ácido. Dessas possibilidades,

  1. pode ocorrer apenas a I.
  2. pode ocorrer apenas a II.
  3. podem ocorrer tanto a I quanto a II.
  4. podem ocorrer tanto a I quanto a III.
  5. podem ocorrer tanto a II quanto a III.

35. (Enem 2000) O continente africano há muito tempo desafia geólogos porque toda a sua metade meridional, a que fica ao sul, ergue-se a mais de 1 000 metros sobre o nível do mar. [...] Uma equipe de pesquisadores apresentou uma solução desse desafio, sugerindo a existência de um esguicho de lava subterrânea empurrando o planalto africano de baixo para cima.

SUPERINTERESSANTE. São Paulo: Abril, nov. 1998. p. 12. Texto adaptado.

Considerando a formação do relevo terrestre, é correto afirmar, com base no texto, que a solução proposta é:

  1. improvável, porque as formas do relevo terrestre não se modificam há milhões de anos.
  2. pouco fundamentada, pois as forças externas, como as chuvas e o vento, são as principais responsáveis pelas formas de relevo.
  3. plausível, pois as formas do relevo resultam da ação de forças internas e externas, sendo importante avaliar os movimentos mais profundos no interior da Terra.
  4. plausível, pois a mesma justificativa foi comprovada nas demais regiões da África.
  5. injustificável, porque os movimentos mais profundos no interior da Terra não interferem nos acidentes geográficos que aparecem na sua superfície.

36. (Enem 1999) Um agricultor adquiriu alguns alqueires de terra para cultivar e residir no local. O desenho a seguir representa parte de suas terras.

Pensando em construir sua moradia no lado I do rio e plantar no lado II, o agricultor consultou seus vizinhos e escutou as frases a seguir. Assinale a frase do vizinho que deu a sugestão mais correta.

  1. “O terreno só se presta ao plantio revolvendo o solo com arado.”
  2. “Não plante neste local, porque é impossível evitar a erosão.”
  3. “Pode ser utilizado, desde que se plante em curvas de nível.”
  4. “Você perderá sua plantação quando as chuvas provocarem inundação.”
  5. “Plante forragem para pasto.

37. (Enem 1999) Com o uso intensivo do computador como ferramenta de escritório, previu-se o declínio acentuado do uso de papel para escrita. No entanto, essa previsão não se confirmou, e o consumo de papel ainda é muito grande. O papel é produzido a partir de material vegetal e, por conta disso, enormes extensões de florestas já foram extintas, uma parte sendo substituída por reflorestamentos homogêneos de uma só espécie (no Brasil, principalmente eucalipto).

Para evitar que novas áreas de florestas nativas, principalmente as tropicais, sejam destruídas para suprir a produção crescente de papel, foram propostas as seguintes ações:

I. Aumentar a reciclagem de papel, através da coleta seletiva e processamento em usinas.
II. Reduzir as tarifas de importação de papel.
III. Diminuir os impostos para produtos que usem papel reciclado.
Para um meio ambiente global mais saudável, apenas:

  1. a proposta I é adequada.
  2. a proposta II é adequada.
  3. a proposta III é adequada.
  4. as propostas I e II são adequadas.
  5. as propostas I e III são adequadas..

Olá, você pode responder a uma pesquisa rápida? Ela vai ajudar no meu Projeto de Iniciação Científica da faculdade (IFNMG).

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp



.