Home > Banco de Questões > Biologia > Simulados

Citologia III

Lista de 15 exercícios de Biologia com gabarito sobre o tema Citologia com questões de Vestibulares.



01. (UFRGS) Em relação às macromoléculas que constituem a maioria dos seres vivos, é correto afirmar que

  1. os lipídeos e os peptideoglicanos compõem a membrana plasmática de todos os eucariotos.
  2. os ácidos nucleicos, DNA e RNA, são formados por várias unidades chamadas de nucleotídeos.
  3. o glicogênio e o amido são polissacarídeos produzidos pelas células vegetais.
  4. os triglicerídeos e polissacarídeos são carboidratos.
  5. as enzimas e os esteroides são proteínas.

02. (FGV-SP) As células procariontes e as células eucariontes diferenciam-se e assemelham-se em diversos aspectos, como, por exemplo, quanto à presença de membranas internas, constituindo as organelas e o envoltório nuclear, e quanto à constituição dos envoltórios membranosos.

Assinale a alternativa que cita, correta e respectivamente, uma diferença e uma semelhança relacionadas às membranas das células procariontes e eucariontes.

  1. Mitocôndrias com membranas internas e externas nas células eucariontes; e constituição de dupla camada lipoproteica nas membranas de ambas as células.
  2. Ribossomos com membranas simples nas células procariontes; e constituição de glicoproteínas e glicolipídios nas membranas de ambas as células.
  3. Cloroplastos com clorofila imersa nas membranas internas nas células eucariontes; e constituição de dupla camada celulósica nas membranas de ambas as células.
  4. Lisossomos contendo enzimas digestivas nas células procariontes; e constituição de dupla camada proteica nas membranas de ambas as células.
  5. Ribossomos aderidos às membranas do retículo rugoso nas células eucariontes; e constituição de polissacarídeos nas membranas de ambas as células.

03. (UFAM PSC) Uma das explicações razoáveis para justificar que toda a vida na Terra tem uma origem comum reside no fato de que:

  1. as proteínas são as moléculas mais abundantes em todos os seres.
  2. as mesmas rotas metabólicas são usadas por todos os seres.
  3. o oxigênio é a molécula respiratória de todos os seres.
  4. o código genético é universal.
  5. a reprodução sexual é comum a todos os seres.

04. (FGV-SP) figura ilustra a prófase do processo de divisão celular.

Considerando que se trata de uma divisão equacional, os cromossomos estão

  1. duplicados, pareados e posicionados no plano equatorial da célula.
  2. não duplicados, pareados e posicionados no interior do núcleo em degeneração.
  3. duplicados, não pareados e posicionados no interior do núcleo em degeneração.
  4. não duplicados, não pareados e posicionados no plano equatorial da célula.
  5. duplicados, pareados e posicionados no interior do núcleo em degeneração.

05. (UFAM PSC) Segundo a teoria quimiosmótica, a produção de energia mitocondrial ocorre quando:

  1. o ácido cítrico é formado a partir da reação Acetil + Malato.
  2. os H+ retornam para a matriz mitocondrial acionando a enzima ATP sintase.
  3. a concentração de H+ se iguala entre a matriz e o espaço intermembrana.
  4. os elétrons retornam ao espaço intermembrana, ativando o ciclo dos ácidos tricarboxílicos.
  5. há ausência de H+ no espaço intermembrana e esse deve ser importado do meio extracelular.

06. (FGV-SP) A figura ilustra, parcial e simplificadamente, o mecanismo imunológico do ser humano.

Com relação às estruturas indicadas por X, Y e Z, é correto afirmar que

  1. X corresponde às imunoglobulinas, responsáveis pelo reconhecimento dos antígenos representados por Z.
  2. Z corresponde às imunoglobulinas, responsáveis por neutralizar a ação dos antígenos, representados por X
  3. Y corresponde às imunoglobulinas, responsáveis pelo reconhecimento dos antígenos, representados por Z.
  4. X corresponde aos antígenos, responsáveis pela inativação das imunoglobulinas representadas por Y.
  5. Z corresponde aos antígenos, responsáveis pela inativação das imunoglobulinas representadas por X.

07. (URCA) O núcleo celular possui nas células em interfase uma série de estruturas que são visualizadas ao microscópio ótico a partir da adição de corantes básicos. Essas estruturas são conhecidas como cromatina e nucléolo cuja constituição respectiva é:

  1. RNA e DNA
  2. Ácido fólico e ácido pirúvico
  3. DNA e RNA
  4. DNA e Ácido pantônico
  5. Ácido acético e ácido cítrico

08. (PUC-PR) Em 2010, mais de 7 milhões de pessoas morreram de câncer em todo o mundo. Nos Estados Unidos, uma em cada três mulheres e um em cada dois homens desenvolverão a doença durante a vida. Em alguns países, o câncer será a causa de morte mais comum, superando as patologias coronarianas.

Mukherjee, Siddhartha. O imperador de todos os males: uma biografia do cancer. 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. Alberts, Bruce. Biologia Molecular da Célula. 4ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2004..

A leucemia mieloide crônica é um tipo de câncer que apresenta um padrão cromossômico em suas células leucêmicas: uma translocação – a transposição dupla de segmentos cromossômicos entre os cromossomos 9 e 22, um tipo de mutação.

As mutações que ocorrem no material genético podem levar ao desenvolvimento do câncer. Tais mutações podem ser hereditárias, ambientais ou espontâneas.

Baseando-se no texto e em seus conhecimentos acerca de biologia celular e mutações, é CORRETO afirmar que:

  1. As células leucêmicas desse tipo de câncer são da linhagem dos eritrócitos, os quais apresentam o cariótipo alterado.
  2. A translocação presente na leucemia mieloide crônica é um tipo de mutação gênica de substituição.
  3. As mutações podem acontecer em qualquer célula do indivíduo, mas aquelas que ocorrem nas células somáticas têm importância evolutiva, pois são herdáveis pela prole.
  4. Um vírus capaz de introduzir DNA estranho no genoma celular pode causar câncer.
  5. As células cancerígenas que derivam de uma única célula somática anormal são clones gerados por mitose ou meiose.

09. (UFPR) Os ciclos de vida de organismos com reprodução sexuada têm características em comum, como a meiose e a fertilização. O que acontece entre esses dois eventos pode variar dependendo do tipo de ciclo de vida. Considerando os tipos de ciclo de vida dos seres com reprodução sexuada, é correto afirmar:

  1. A meiose zigótica, característica do ciclo de vida diplobionte (alternância de gerações), ocorre em plantas e algas multicelulares.
  2. No ciclo de vida haplobionte haplonte, comum em fungos, a meiose é gamética.
  3. Animais apresentam ciclo de vida haplobionte diplonte, caracterizado por meiose gamética.
  4. Em plantas, a meiose espórica produz gametas haploides, caracterizando o ciclo de vida haplobionte haplonte.
  5. A meiose zigótica ocorre em animais que apresentam ciclo de vida haplobionte diplonte.

10. (PUC-PR) O Mycobacterium tuberculosis, causador da tuberculose, é um bacilo aeróbio, intracelular, que entra pelas vias aéreas respiratórias e penetra nos alvéolos, onde são fagocitados por células de defesa, os macrófagos. Ao contrário do que acontece com a maioria das bactérias fagocitadas, M. tuberculosis evita a fusão do fagossomo com o lisossomo.

Murray, Patrick R., Rosenthal, Ken S., Pfaller, Michael A. Microbiologia Médica. 7ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

Baseando-se no texto acima e nos conhecimentos de biologia celular, assinale a alternativa CORRETA.

  1. A degradação do Mycobacterium, no interior dos macrófagos, depende da ação dos lisossomos, organelas que têm origem no complexo golgiense.
  2. O fagosssomo é uma vesícula de endocitose que se origina do retículo endoplasmático rugoso.
  3. A fusão do fagossomo ao lisossomo não interfere na digestão do patógeno.
  4. Os lisossomos são especializados na digestão intracelular, por isso contêm enzimas hidrolíticas que operam em qualquer faixa de pH.
  5. O lisossomo é o responsável pela síntese das enzimas digestivas que se encontram no seu interior.

11. (UFRGS) A mitocôndria é uma organela da célula eucariótica.

Considere as seguintes afirmações sobre essa organela.

I - A membrana interna forma pregas, possibilitando o aumento da superfície que contém proteínas e enzimas da cadeia respiratória.

II - A membrana externa apresenta aceptores que participam da glicólise.

III- Ela está presente em abundância nas células do tecido muscular estriado esquelético.

Quais estão corretas?

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas I e III.
  4. Apenas II e III.
  5. I, II e III.

12. (FATEC) As estratégias de reprodução sexuada são adaptações dos organismos aos ambientes. Elas determinam os ciclos de vida dos milhões de espécies de eucariontes. Esses ciclos são classificados em:

• Haplobionte haplonte (como o dos fungos saprófitos Rhizopus);

• Haplobionte diplonte (como o dos Animalia);

• Diplobionte (como o das plantas Embryophyta).

A principal diferença entre esses ciclos consiste no momento em que ocorre

  1. mitose.
  2. diapausa.
  3. esporulação.
  4. nascimento.
  5. meiose.

13. (EBMSP) A interação simbiótica é a essência da vida em um planeta apinhado. Nosso cerne, simbiogeneticamente composto, é muito mais antigo que a recente inovação que denominamos ser humano. Nossa forte impressão de diferença em relação a todas as outras formas de vida, nossa ideia de que somos uma espécie superior são delírios de grandeza.

MARGULIS, Lynn. O planeta simbiótico: Uma nova perspectiva da evolução. Rio de Janeiro: Rocco, 2001, p.95.

As relações de simbiose – hoje, amplamente aceitas pela ciência – que retratam as interações históricas entre seres vivos e que favoreceram o estabelecimento de novos tipos orgânicos mais ajustados às condições impostas pelo ambiente, podem ser exemplificadas na presença de determinadas estruturas celulares, como

  1. as mitocôndrias e a carioteca.
  2. os ribossomos e as verminoses.
  3. o retículo endoplasmático e os cloroplastos.
  4. os cloroplastos e as mitocôndrias.
  5. os centríolos e os cromossomos.

14. (UFPR) A bomba de sódio-potássio:

1. é caracterizada pelo transporte de íons potássio de um meio onde se encontram em menor concentração para outro, onde estão em maior concentração.

2. é uma forma de transporte passivo, fundamental para igualar as concentrações de sódio e potássio nos meios extra e intracelular.

3. está relacionada a processos de contração muscular e condução dos impulsos nervosos.

4. é fundamental para manter a concentração de potássio no meio intracelular mais baixa do que no meio extracelular.

5. é uma forma de difusão facilitada importante para o controle da concentração de sódio e potássio no interior da célula.

Assinale a alternativa correta.

  1. Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
  2. Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.
  3. Somente as afirmativas 2 e 5 são verdadeiras.
  4. Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.
  5. Somente as afirmativas 2, 3 e 5 são verdadeiras.

15. (EBMSP) O uso de gradientes de prótons atravessando membranas para prover células de energia foi totalmente imprevisto. Proposta pela primeira vez em 1961 e desenvolvida ao longo das três décadas seguintes por um dos cientistas mais originais do século XX, Peter Mitchell, essa concepção é conhecida como a ideia mais contraintuitiva na biologia desde Darwin, e a única que se compara com as ideias de Einstein, Heinsenberg e Schrodinger na física.

LANE, Nick. Questão Vital: porque a vida é como é? e.1. Rio de Janeiro: Rocco, 2017, p.125.

Em biologia celular, os gradientes são, muitas vezes, o resultado de gradientes iônicos, notadamente protônicos, e podem representar um tipo de energia disponível para executar trabalho em processos celulares.

Nesse contexto, é correto afirmar:

  1. O deslocamento dos prótons através das membranas celulares ocorre por difusão facilitada durante a formação dos gradientes protônicos.
  2. Durante a respiração celular, os NAD e FAD reduzidos fornecem ao ciclo de Krebs o conteúdo necessário para a formação de gradientes iônicos presentes nos cloroplastos.
  3. A energia dispensada pelos elétrons energizados é responsável pela ativação das bombas de prótons presentes nas membranas externas das mitocôndrias durante a ocorrência da etapa da glicólise da respiração aeróbia.
  4. O cientista Peter Mitchell foi capaz de unificar os processos de intensa fosforilação que ocorrem nas membranas internas tanto da mitocôndria como também do cloroplasto a partir da presença ativa de ação rotacional da enzima ATP sintetase.
  5. Tanto na respiração celular quanto na fotossíntese haverá intenso acúmulo de energia potencial com a produção de ATP a partir da energia luminosa geradora dos gradientes de prótons que atravessam as membranas celulares.





.