Home > Banco de Questões > Geografia > Regiões do Brasil >

Região Centro-Oeste

Lista de 10 exercícios de Geografia com gabarito sobre o tema Região Centro-Oeste com questões de Vestibulares.




01. (UFRS) As alternativas a seguir contém afirmações relacionadas com a formação de solos, com o seu manejo e com a sua conservação. Assinale a alternativa incorreta.

  1. O solo da região Centro-Oeste do Brasil apresenta formação de concreções lateríticas devido à alternância sazonal das chuvas que ocorrem no clima tropical com estação seca.
  2. O plantio direto é uma técnica inadequada à conservação do solo, pois diminui os teores de matéria orgânica, favorecendo a compactação do solo e, consequentemente, a erosão do mesmo.
  3. Quanto mais pesados forem os implementos e máquinas agrícolas utilizados em um terreno, maior será a compactação do solo.
  4. O uso excessivo de adubos químicos pode levar ao empobrecimento do solo e à consequente queda da produtividade.
  5. Os solos da Floresta Amazônica são pobres em nutrientes, devido à intensa lixiviação, dispondo, porém, de uma cobertura vegetal em decomposição que contribuiu com a matéria orgânica necessária à realimentação da mata.

02. (FUVEST-SP) Considere as afirmações a seguir, relativas à ocupação do Centro-Oeste brasileiro, onde originalmente predominava a vegetação do Cerrado.

I. A vegetação nativa do Cerrado encontra-se, hoje, quase completamente dizimada, principalmente em função do processo de expansão da fronteira agrícola, que avança agora na Amazônia.

II. O desenvolvimento de tecnologia apropriada permitiu que o problema da baixa fertilidade natural dos solos no Centro-Oeste fosse, em grande parte, resolvido.

III. O modelo fundiário predominante na ocupação da área do Cerrado imitou aquele vigente no oeste gaúcho, de onde saiu a maioria dos migrantes que chegaram ao Centro-Oeste nos últimos 30 anos.

Está CORRETO o que se afirma em:

  1. I, apenas.
  2. II, apenas.
  3. III, apenas.
  4. I e II, apenas.
  5. I, II e III.

03. (UNESP) Brasília simbolizou na ideologia nacional-desenvolvimentista o "futuro do Brasil", o arremate e a obra monumental da nação a ser construída pela industrialização coordenada pelo Estado planificador, pela ação das "forças do progresso" (aquelas voltadas para o desenvolvimento do "capitalismo nacional"), que paulatinamente iriam derrotar as "forças do atraso" (o imperialismo, o latifúndio e a política tradicional, demagógica e "populista").

(José William Vesentini. A capital da geopolítica, 1986.)

Segundo o texto, a construção de Brasília deve ser entendida

  1. como uma tentativa de limitar a migração para o Centro do país e de reforçar o contingente de mão de obra rural.
  2. dentro de um conjunto de iniciativas de caráter liberal, que buscava eliminar a interferência do Estado nos assuntos econômico-financeiros.
  3. dentro do rearranjo político do pós-Segunda Guerra Mundial, que se caracterizava pelo clima de paz nas relações internacionais.
  4. dentro de um amplo projeto de redimensionamento da economia e da política brasileiras, que pretendia modernizar o país.
  5. como um esforço de internacionalização da economia brasileira, que provocaria aumento significativo da exportação agrícola.

04. (Fatec-SP) Os cerrados brasileiros são formados por árvores com aspecto xeromórfico, com árvores tortuosas e espaçadas, com troncos de cortiça espessa e folhagem coriácea e pilosa, muitas vezes lembrando a caatinga arbustiva densa, da região do semiárido nordestino.

ROSS, J. (org.). Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1996 (Adaptação).

O fator que pode explicar tal semelhança fisionômica entre os dois tipos de vegetação é:

  1. a baixa umidade nos solos do Cerrado, com árvores com menor capacidade de captar e armazenar água do ambiente.
  2. a baixa fertilidade natural dos solos do Cerrado, em geral muito ácidos, pobres em cálcio e nutrientes em geral.
  3. a vigência de um clima tropical seco e de altitude no Cerrado, responsável por invernos mais chuvosos e verões mais quentes e secos.
  4. o uso intensivo das queimadas como fator de manejo e controle do Cerrado, para eliminação de gramíneas.
  5. o extenso desmatamento do domínio dos cerrados para a produção de soja e gado, tornando a região mais seca.

05. (UFSM) A ocupação da região Centro-Oeste baseou-se na pecuária de corte que abastecia os grandes mercados consumidores da região Sudeste. Na década de 1970, a introdução de novas tecnologias valorizou as áreas de cerrado, até então consideradas impróprias para a agricultura em função da elevada acidez de seus solos. No começo da década de 1980, muitos agricultores do Sul e Sudeste migraram para o Centro-Oeste atraídos pela disponibilidade de terras virgens e baratas. Surgiram as chamadas fronteiras agrícolas, e vastas áreas foram incorporadas à dinâmica da economia brasileira.

Fonte: TAMDJIAN, J.O.; MENDES, I.L. Geografia Geral e do Brasil: estudos para a compreensão do espaço - ensino médio. São Paulo: FTD, 2005. p.175. (adaptado)

Com base no texto e nos seus conhecimentos sobre a região Centro-Oeste, é correto afirmar que as atividades agropecuárias desenvolvidas nessa região se caracterizam por

  1. apresentar um paradoxo: por um lado, os cultivos têm sido mais produtivos e menos danosos ao meio ambiente, graças ao emprego de tecnologia; por outro lado, a expansão do cultivo de soja e da pecuária bovina ameaça de extinção várias espécies do ecossistema dos cerrados.
  2. estar marcada por um processo de destruição da Mata Atlântica, a qual, inicialmente, com o cultivo do café e, posteriormente, com o advento do pró-álcool e a geração de energia combustível, cedeu espaço para o cultivo da cana-deaçúcar.
  3. contrastar cenários com atividades tradicionais em um ecossistema recoberto pela Caatinga onde são praticadas atividades de subsistência ao lado de grandes plantações comerciais cultivadas com modernos sistemas de irrigação.
  4. apresentar como formas de produção não só uma agricultura itinerante muito danosa ao meio ambiente, como também uma agricultura comercial baseada no grande latifúndio, onde a principal produção é a pecuária bovina de corte de tipo extensivo, que, muitas vezes, é utilizada para legitimar a posse de terras.
  5. apresentar, em um ecossistema recoberto por vegetação de campos, uma pecuária semiextensiva com destaque para a criação de bovinos e ovinos, cujos rebanhos são continuamente aprimorados com raças europeias.

06. (PUC–RJ) O Centro-Oeste brasileiro tem registrado, segundo vários estudos, elevada produtividade e rentabilidade nas lavouras agrícolas. Para entender tal dinâmica, os estudos sobre a sojicultora são exemplares, já que esse cultivo é implementado em alguns estados da região, como em Mato Grosso, com base na intensa utilização de insumos como fertilizantes e agrotóxicos, e de máquinas e implementos modernos.

(Adaptado de Bernardes, J. e Filho, O. [orgs]. Geografias da Soja: BR-163. Fronteiras em mutação. Rio de Janeiro. Arquimedes, 2006).

Dentre as opções abaixo, assinale aquela que apresenta corretamente os impactos socioeconômicos e ambientais da expansão da sojicultura no Centro-Oeste.

  1. Valorização das terras, utilização intensiva de mão de obra migrante nordestina e desconcentração fundiária.
  2. () Aumento da utilização da mão de obra barata do migrante nordestino e preservação do meio físico-biótico.
  3. () Ampliação de novas dinâmicas socioeconômicas em todas as cidades regionais, a partir da diversificação das atividades geradas pela agricultura moderna.
  4. () Alteração no meio físico-biótico, forte presença de agroindústrias e predominância de pequenas e médias propriedades.
  5. () Valorização das terras favoráveis à mecanização, alterações no meio físico-biótico e (re)concentração fundiária.

07. (UFPI) A região Centro-Oeste ocupa cerca de 19% do território brasileiro. Considerando seus principais ecossistemas, pode-se assinalar como totalmente CORRETOS os da alternativa:

  1. Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga.
  2. Pantanal, Floresta Amazônica e Pantanal.
  3. Cerrado, Floresta Amazônica e Pantanal.
  4. Floresta de Araucária, Mata Atlântica e Cerrado.
  5. Caatinga, Cerrado e Floresta de Araucária.

08. (UNICAMP) A soja é a principal cultura agrícola do Brasil em volume e em geração de renda e ocupa hoje uma área de mais de 21 milhões de hectares. Em 2008, foram produzidas 57,2 milhões de toneladas do grão, com valor bruto de R$ 51,5 bilhões

(Focus: Visão do Brasil – Desafios e oportunidades para a produção de soja sustentável no Brasil. www.visaobrasil.org, 04/2010).

A soja

  1. apresenta uma tendência de crescimento de produção no Brasil em médias e pequenas propriedades da região Sul, onde os produtores tendem a ganhar competitividade com o avanço tecnológico.
  2. com o amplo desenvolvimento das culturas pelo altíssimo investimento do governo em novas e baratas tecnologias, está despontando como melhor produção agrícola da história do país.
  3. dada a dimensão da área onde é cultivada no Centro-Oeste, é considerada uma cultura que tem impacto positivo na criação intensiva de empregos agrícolas.
  4. tem como principal produtora a região Sul do Brasil, que se beneficiou com a melhoria da infraestrutura regional.
  5. tem os custos de produção para os produtores do Centro-Oeste mais elevados que na região Sul, pois os centros consumidores e os portos estão a grandes distâncias.

09. (UEL) Assinale a afirmativa que corretamente descreve aspectos da localização e da hipsometria do Pantanal:

  1. O complexo do Pantanal localiza-se entre as bordas dos Planaltos e Chapadas da Bacia do Parnaíba e o sulco do rio Parana, com altitudes que variam entre 200 e 300 metros.
  2. A planície do complexo Pantanal constitui terreno de deposição muito antiga, de origem marítima, sendo uma área de depressão costumeiramente chamada de "depressão pantaneira", com altitudes que variam de 0 a 100 metros.
  3. A planície aluvional do complexo do Pantanal tem altitudes que variam entre 500 e 600 metros, sendo uma área de enorme extensão de colinas tabuliformes e baixos platôs arenosos, situados entre as bordas da Chapada do Araripe e do Planalto da Borborema.
  4. Situado entre as Chapadas dos Parecis e a Serra dos Carajás, o complexo Pantanal constitui terreno sedimentar de diversos ciclos de erosão, pontilhados de serras e morros isolados, com altitudes que variam de 400 a 500 metros.
  5. O complexo do Pantanal é uma planície aluvional localizada entre as bordas do Planalto Central e Meridional Brasileiro e da Bacia rio Paraguai, com altitudes que variam entre 100 e 200 metros, sendo a mais típica e homogênea das grande planícies.

10. (PUCPR) Em 21 de abril de 2010, Brasília completou 50 anos. Sobre isso, pode-se considerar que:

I. As cidades satélites deveriam ter sido criadas de forma planejada e somente após o Plano Piloto terem sido ocupados, o que foi desvirtuado já na primeira década. Atualmente as cidades satélites comportam aproximadamente 80% da população do Distrito Federal, e apresentam índices de renda e educação menores que os de Brasília.

II. Brasília é um marco na organização do espaço regional e urbano, pois é a primeira cidade planejada do Brasil. O projeto modernista de Lúcio Costa divide a cidade em setores ocupacionais. Desde o seu planejamento, constatou-se que o Distrito Federal não poderia ter vocação industrial ou turística. Seria somente a capital administrativa do país.

III. A construção de Brasília representa um marco importante na ocupação do centro-oeste brasileiro. A partir dos anos de 1960, construíram-se grandes rodovias as quais passaram a ligar a região ao restante do país, o que impulsionou a ocupação (da região) e a transformação do cerrado em área de grande produção agropecuária.

Está(ão) correta(s):

  1. Somente o enunciado I.
  2. Somente os enunciados I e II.
  3. Somente os enunciados II e III.
  4. Somente os enunciados I e III.
  5. Todos os enunciados

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp