Home > Propostas de Redação > Sociedade >

Tema de Redação: O combate a violência contra repórteres no Brasil

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema "O combate a violência contra repórteres no Brasil", apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.


Texto I

O Brasil é o segundo país da América Latina com o maior número de jornalistas assassinados entre 2010 e 2017 em números absolutos, apontam dados da ONG internacional Repórteres Sem Fronteiras (RSF) divulgados em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (25), no Rio de Janeiro.

Durante este período, 26 repórteres foram mortos no país por motivos relacionados ao exercício da profissão. O número põe o Brasil atrás apenas do México, com 52 assassinatos de profissionais de imprensa no período. A RSF leva em conta apenas casos em que é possível ligar diretamente o crime com a prática do jornalismo.

https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2018/04/brasil-e-segundo-pais-da-america-latina-com-mais-jornalistas-mortos-diz-ong.shtml

Texto II

A ameaça do presidente Jair Bolsonaro a um repórter do GLOBO repercutiu em vários jornais e sites jornalísticos pelo mundo. No último domingo, após ser perguntado sobre cheques no valor total de R$ 89 mil que teriam sido depositados entre 2011 e 2016 pelo ex-assessor Fabrício Queiroz e pela esposa dele, Márcia Aguiar, na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro, o presidente disse aos jornalistas: “Eu vou encher a boca desse cara na porrada”. Na sequência, acrescentou: “Minha vontade é encher tua boca na porrada”. Nesta manhã, o presidente voltou a atacar a imprensa e usou o termo "bundões" para se referir aos jornalistas.

A fala de Bolsonaro foi replicada imediatamente por veículos de vários países. O britânico “The Guardian”, ao relatar o ato do presidente, destacou que seus comentários foram condenados por membros da mídia e por políticos da oposição. O jornal também ressaltou a repercussão do caso no Twitter, com a repetição da pergunta feita pelo repórter para o presidente. O “The Independet” também registrou a ameaça.

https://oglobo.globo.com/brasil/ameaca-de-agressao-de-bolsonaro-reporter-do-globo-repercute-na-imprensa-internacional-1-24603106

Texto III

Profissionais de imprensa foram agredidos em frente ao Palácio do Planalto neste domingo (3) enquanto cobriam o ato em apoio ao governo Jair Bolsonaro e com pautas antidemocráticas e inconstitucionais. A equipe do jornal ‘'O Estado de São Paulo' foi atingida por chutes, murros, empurrões e rasteiras. Este domingo é o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/05/03/profissionais-de-imprensa-sao-agredidos-durante-manifestacao-antidemocratica-com-a-presenca-de-bolsonaro.ghtml

.