Home > Blog da Agatha > Guia de estudos >

Os fatores que atrapalham na concentração nos estudos


Atualizada em 20 de Outubro, 2019

Uma enorme parte dos estudantes têm dificuldades para se concentrar nos estudos, então pensando em como propor soluções, desenvolvemos esse artigo abordando os principais formas de se concentrar nos estudos, o intuito é facilitar a sua vida de estudante, no artigo abordamos os Fatores Fisiológicos, Psicológicos, e os Ambientais.

Criança realizando uma atividade escolar

O que você terá aprendido ao final desse post?

  • 1. Quais os fatores psicológicos, fatores fisiológicos e fatores ambientais têm impacto negativo no processo de estudos
  • 2. Como escolher ambientes adequados
  • 3. Como organizar os estudos
  • 4. Como o humor, sono e alimentação tem impacto no seu rendimento
  • 5. Como ter foco
  • 6. Como conseguir se concentrar nos estudos

Fatores psicológicos

Confira a lista de 11 Fatores psicológicos que podem atrapalhar a sua concentração, e como resolver esse problema.



1. O não descanso

Pessoas que querem muito passar logo para uma boa faculdade costumam estudar horas por dia, muitas vezes de 6 a 10. O pior de tudo é que, na maioria dos casos, a única pausa é para o almoço. Precisamos te dizer uma coisa: tudo em excesso faz mal. Nos estudos, não poderia ser diferente, pois “obrigamos” nosso cérebro a ficar focado por horas. Lembre-se que até as máquinas precisam de descanso, o mesmo se aplica a nós. Dessa maneira, recomendamos que sempre fizesse pausas de 5 minutos a cada 25 ou 30 minutos.



Outra dica é espaçar o tempo de estudo, caso estude dez horas por dia, e tenha o dia livre, divida o estudo em três horas pela manhã, quatro pela tarde, mais três pela noite. Esses intervalos são importantes a fim de que venha a se hidratar, e até para que haja um descanso mental. Sem dúvida, seus estudos serão bem mais produtivos.

2. Não respeitar o relógio biológico


Todos nós temos um horário em que somos mais produtivos. Há aqueles que são mais produtivos durante o dia ou à tarde ou a noite. Isso depende das especificidades de cada um. Então, veja, com base em sua rotina, o período do dia que poderá dedicar aos estudos, buscando sempre o que lhe for mais produtivo.

3. Não se motivação para o estudo


O primeiro passo para melhorar a sua motivação é entender algumas coisinhas, então se faça esta pergunta: por qual motivo eu preciso aprender isso? Pode parecer bem simples, porém ter, saber e valorizar esses motivos podem te ajudar bastante. Na hora do desânimo, lembre-se do que te move, isso pode ser a vontade de entrar na federal ou no concurso, vestibular ou aprender uma nova língua.

4. Não ter metas claras


Outra dica é ter metas, mas metas alcançáveis, se propor a aprender alguma coisa simples, ou fazer aquela lista de exercícios simples pode ajudar bastante, tendo em vista que ficara feliz, e mais animado com os estudos, eu, por exemplo, tenho umas plaquinhas de PVC, onde tem vários "quadrados de papel" com metas para o mês - um para cada coisa que preciso aprender -, o bacana de usar plaquinhas é que você sabe quantas metas bateu, e como está avançando.

5. Não entender o que você estuda


Outro ponto importante é valorizar, e buscar gostar do que estuda, às vezes com matemática pode parecer mais difícil, mas pense bem, todos os conteúdos que você precisa estudar, existe por uma razão, até porque a maioria foi para resolver problemas quando não havia tecnologias como as atuais, então que tal buscar entender como foram criadas esses conteúdos?. Eu garanto que você vai se surpreender, e vai passar a gostar mais das matérias.

6. Não fazer com que os conteúdos sejam agradáveis de aprender


O subtítulo já diz tudo. Mas como fazer isso? Imagine estudar um conteúdo, e não fazer a mínima ideia da sua aplicação. No ensino médio, por exemplo, isso é muito comum, o que acaba sendo prejudicial. A dica da Agatha é que você sempre pesquise sobre o tema que irá estudar e descubra a sua história e/ou suas as suas aplicações.

7. Estudar cansado


O importante é a qualidade do tempo, e não a quantidade total de horas de estudo. Não adianta estudar por um longo período, porém estar cansado. Você vai aprender quase nada, então sempre estude descansado.

Caso trabalhe durante o dia, tente estudar quarenta minutos antes de ir trabalhar. Durante o caminho (ida e volta), use áudios (podcast) para estudar. Aproveite também o horário do almoço e algumas horas depois do trabalho, mas nunca perca sono ou dorme quatro horas por noite, porque será improdutivo durante o dia.

8. Não fazer uma coisa por vez


Umas das piores coisas, é tentar fazer várias tarefas ao mesmo tempo, pelo simples fato de não conseguir fazer nada ou demora em conseguir fazê-las de uma vez , então sempre liste o que precisa fazer, e depois faça uma a uma.

9. Estudar apenas um conteúdo


Não estude um conteúdo por dia, estude pelo menos três, alternando entre uma matéria de que goste e outra de que não goste tanto.

10. Não entender como você aprende mais


Cada pessoa aprende mais de uma forma. Há os que aprendem bastante assistindo a vídeo aulas, há os que preferem se restringir a leituras. Enfim, isso vai de pessoa para pessoa. O ideal é que você utilize vários meios, embora tenha um como principal, e note com qual se sai melhor.

11. Não usar as mídias sociais e a internet de forma correta


Na sociedade contemporânea, um dos grandes males com o qual os estudantes têm de lidar são as redes sociais. Isso porque, quando mal usadas, podem contribuir para desviar a sua atenção dos estudos. Portanto, caso queira, de fato, focar em sua preparação, use-a com parcimônia. Outra sugestão é deixar o telefone desligado ou colocá-lo no modo silencioso para evitar interrupções. É claro que não precisa deixar as redes sociais, em seu planejamento, você pode decidir qual é o melhor horário para usá-la.

Fatores Fisiológicos

Confira a lista de 06 Fatores Fisiológicos que podem atrapalhar a sua concentração, e como resolver esse problema.




12. Não beber muito líquido


Água é fundamental para o funcionamento do nosso corpo, a desidratação, por exemplo, pode levar a fraqueza, tontura, dor de cabeça, fadiga, entre outros. Além disso, a água distribui os nutrientes pelo corpo, e vários minerais ajudam o cérebro, que por consequência, ajudam a render mais nos estudos.

13. Não Dormir bem


Sono é essencial para se aprender melhor; a falta dele pode trazer muitos problemas, como a diminuição do vigor físico, sonolência, dor de cabeça, dificuldades de adquirir conhecimento, assim como deixar o raciocínio lento. Tenho certeza que isso não vai de ajudar a estudar.

14. Não estar feliz


Não precisamos de nenhuma pesquisa científica para saber que quem estuda feliz tende mais, então faça aquilo que te deixe de bom humor antes, durante e depois dos estudos. "Se dedicar a estudar não significa deixar de fazer o que gosta".

15. Ficar estressado


O estudo deve ser um momento tranqüilo, e o estresse ou outro desconforto emocional devem ser evitados, tendo em vista que eles prejudicam a concentração nos estudos. Por isso, fique longe de tudo que te estresse. Se for o barulho, use fones ou tampões de ouvido, ou então procure uma biblioteca para estudar; se forem as pessoas então evitem as chatas e/ou irritantes, e dê preferência a pessoas legais, ou felizes e sorridentes. Isso porque elas iram-te "contagiar" ou pelo menos vai evitar problemas.

Outra dica é fazer coisas que te deem prazer como comer algo gostoso, jogar um jogo ou assistir a um vídeo engraçado, tanto antes como depois dos estudos.

16. Não relaxar


Tome um banho, faça um alongamento, beba café (ou chá), escute uma música tranquila, isso vai te ajudar a relaxar, e então foque nos estudos.

17. Não fazer atividades físicas


Se você tem uma vida sedentária, dorme demais ou não tem o costume de estudar, pode sofrer um pouco ao ficar sentado estudando por muito tempo. Certamente, terá dores e desconforto. Nesses casos, atividades físicas podem ajudar bastante, diminuídos a sensação de mal estar e aumentado o seu rendimento, andar de bicicleta ou correr pode ser uma boa dica, se nenhum for possível, faça um alongamento completo.

Na internet é possível encontrar diversos alongamentos tanto para a coluna, como para os braços, etc. Lembrando que Yoga ou meditação pode ajudar bastante, e também existe muita coisa sobre os dois disponíveis na internet.


18. Não se alimentação corretamente


Você pode não pensar muito sobre isso, mas a alimentação tem um papel importante nos estudos, para o nosso corpo funcionar bem precisa de vitaminas e minerais, por isso sempre coma verduras, legumes, etc.

Lembrando que alimentos com cálcio, fósforo, são de extrema importância para um bom rendimento intelectual. Além de evitar comida com muito óleo, sal, açúcar, principalmente antes, ou durante o estudo.



Fatores Ambientais


Confira a lista de 03 Fatores Ambientais que podem atrapalhar a sua concentração, e como resolver esse problema.


pessoa escrevendo

19. Local inadequado para estudo


O local precisa estar limpo, e principalmente organizado, como vai se concentrar na bagunça, e/ou na sujeira, ninja, além disso, o lugar precisa está iluminado, principalmente com luz natural, uma boa ventilação também vem a calhar, ninguém merece estudar no calor. Cabe ressaltar que você não precisa estudar exatamente em uma mesa ou na sua sala, eu por exemplo, adorava o quintal, devido a luz natural, circulação de ar, e sofrer menos incômodo ao sentar no chão em relação a uma cadeira.

20. Estudar em local com som, barulho e afins


Sinceramente falando, não consigo estudar com barulho, nesses casos eu coloco um tampão de ouvido (que pode ser encontrado em locais que vendem material de construção, ou lojas de artigos), ou uso fones de ouvidos, e de preferência músicas em algum idioma que não entendo, aqui fica a ressalva de comprar um fone correto, tendo em vista que alguns vão render uma bela dor de cabeça.

21. Não organizar os materiais de estudo previamente


Deixe tudo organizado, cadernos, folhas, canetas, lápis etc não vai querer se levantar toda hora para pegar algo, ou vai?. O seu cronograma precisa estar pronto, horários definidos, tempo para cada atividade anotado, tudo organizado na noite anterior aos seus estudos.

.